Sous le ciel de Paris Memória e nomadismo da canção francesa no Brasil

Este projeto de pesquisa dá continuidade a “A canção das mídias: memória e nomadismo”, que venho realizando, desde 2004, com a colaboração dos pesquisadores do Centro de Estudos em Música e Mídia – MusiMid e convidados.

Concluídas as quatro primeiras etapas, esta nova investigação lança mão de pesquisas preliminares iniciadas há uns anos e diz respeito à canção francesa. Ainda que não tão expressiva em vendagem, tal como ocorreu com o repertório de outras nacionalidades (portuguesa, italiana, latinoa-mericana), esta canção teve importantes repercussões na cultura brasileira, como já atestam os trabalhos de Valente (2003), de Zumthor (1997; 2005) considerados aqui de caráter inicial. Assim, tal temática.

Ainda não foi alvo de estudos acadêmicos mais consistentes, nos termos aqui propostos. Mais particularmente, este estudo se dedica àquilo que se usou denominar por “canção romântica”. Delimitamos a investigação ao período que compreende o final da década de 1930 até o término da década de 1970, época em que a canção internacional de matriz europeia perde destaque, dando lugar aos gêneros rock e pop de língua inglesa, bem como aos repertórios regionais que surgem fora do eixo Rio-São Paulo.

Partimos dos conceitos de “canção das mídias” (Valente, 2003) e “nomadismo” (Zumthor, 1997), para analisar como a canção expressa, informa, corrobora, apresenta traços da cultura da qual faz referência e à qual se vincula.

Objetivos: Tendo como base inicial o repertório discográfico difundido em programas de rádio, além de depoimentos de pessoas, pretende-se analisar, dentre outros, aspectos tais como:

1) as relações entre audiência e memória musical,

2) o impacto da permanência de artistas divulgadores da canção de origem francofônica (sobretudo francesa) e o surgimento de “versões brasileiras”, lançadas pelo mercado fonográfico local;

3) como este segmento de canções presentes nas mídias se fazem presentes no cotidiano do cidadão comum, sobretudo nas capitais metropolitanas.

Resultados: propõem-se, dentre outros possíveis:

1) três artigos destinados à publicação em revista especializada, contendo uma sistematização dos resultados do projeto;

2) a de criação de um banco de dados contendo a discografia mais representativa das canções francesas, lançadas no Brasil. Com este segundo resultado  abre-se a possibilidade de elaborar outros subprojetos de pesquisa, permitindo abordar, mais amplamente, os critérios de gostos estético e imaginário compartilhados pela comunidade de ouvintes;

3) a promoção de um encontro científico, em caráter internacional; uma seleção dos textos mais significativos estará destinada a publicação, sob a forma de livro ou número especial de revista especializada, à medida do possível,

4) à medida das possibilidades, registrar-se-ão depoimentos de memorialistas, artistas, produtores musicais, radialistas, críticos musicais e outras pessoas, com o objetivo de criar um banco de dados audiovisuais, a serem inseridos na página do MusiMid .

Participantes: Heloísa de A. Duarte Valente, Márcia Carvalho, Marcos Julio Sergl, Marta de O. Fonterrada, Nancy Alves, Raphael F. Lopes Farias, Ricardo Santhiago, Yuri Behr, Vitor Scarpelli