“Razão e forma de ser e estar na arte”: uma entrevista com Maria João Serrão

Autores

  • Fernando Magre Universidade Estadual de Campinas / MusiMid / CESEM

Palavras-chave:

música contemporânea portuguesa, música experimental, performance, voz, memória

Resumo

Maria João Serrão é uma figura incontornável da música contemporânea portuguesa. Cantora, performer, professora, investigadora, se dedica especialmente às potencialidades da voz na cena. Nesta entrevista, ela fala de sua trajetória desde os anos iniciais no Coro da Fundação Gulbenkian, passando pela sua formação artística e acadêmica na Suíça e na França, seu retorno a Lisboa para a criação do departamento de voz e canto na Escola Superior de Teatro e Cinema, até suas atividades mais recentes. Discorre ainda sobre o campo das neurociências e como as pesquisas de António Damásio contribuem para seu trabalho artístico e pedagógico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Serrão, Maria João. 2006. Constança Capdeville: Entre o Teatro e a Música. Lisboa: Edições Colibri e Centro de Estudos de Sociologia e Estética Musical.

___. 2011. Metodologia de Análise de Obras de Teatro/Música. 3 ed. Lisboa: Sebentas.

Publicado

2020-09-20

Como Citar

Magre, F. (2020). “Razão e forma de ser e estar na arte”: uma entrevista com Maria João Serrão. MusiMid: Revista Brasileira De Estudos Em Música E Mídia, 1(2), 174-192. Recuperado de http://musimid.mus.br/revistamusimid/index.php/musimid/article/view/55