Pele/Osso: a gravação como processo criativo

Autores

  • Isabel Porto Nogueira Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Luciano Zanatta Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Palavras-chave:

composição de canção, produção musical, gravação de álbum, processo criativo

Resumo

Este artigo trata de discutir o processo de criação, desenvolvimento, produção e gravação de um álbum de canções, observando como estas etapas são parte do processo criativo de uma composição, desde seus primeiros insights até a elaboração da performance. O objeto de estudo é o álbum duplo Pele/Osso, lançado pelos autores em novembro de 2019 pelo selo Tronco (RS), e discute os diferentes usos e possibilidades da gravação através da análise dos processos criativos das canções.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Chaves, Celso. 2010. Por uma pedagogia da composição musical. In Horizontes da pesquisa em música organizado por Vanda Bellard Freire. Rio de Janeiro: 7 Letras.

hooks, bell. 2013. Ensinando a transgredir: a educação como prática da liberdade. São Paulo: WMF Martins Fontes.

Neiva, Tânia. 2018. Mulheres brasileiras na música experimental: uma perspectiva feminista. PhD thesis. João Pessoa: Universidade Federal da Paraíba.

Nogueira, Isabel. 2017. Lugar de fala, lugar de escuta: Criação sonora e performance em diálogo com a pesquisa artística e com as epistemologias feministas. Revista Vórtex 5, 1-20.

Nogueira, Isabel e Laila A. C. Rosa. 2015. O que nos move, o que nos dobra, o que nos instiga: notas sobre epistemologias feministas, processos criativos, educação e possibilidades transgressoras em música. Revista Vórtex 3, 25-56.

Oliveros, Pauline. 2005. Deep listening: a composer’s sound practice. New York: iUniverse Inc.

Rolnik, Suely. 2019. Esferas da insurreição: notas para uma vida não cafetinada. N-1 Edições.

Salles, Cecilia de Almeida. 1998. Gesto inacabado: processo de criação artística. São Paulo: Fapesp, Annablume.

Publicado

2020-05-28

Como Citar

Isabel Porto Nogueira, & Luciano Zanatta. (2020). Pele/Osso: a gravação como processo criativo. MusiMid: Revista Brasileira De Estudos Em Música E Mídia, 1(1), 98-114. Recuperado de http://musimid.mus.br/revistamusimid/index.php/musimid/article/view/19

Edição

Seção

Dossiê - Sobre a significação musical